Discover blog posts, whitepapers, and more insights from LEWIS.

A inteligência artificial e os profissionais de comunicação


LEWIS
Published on julho 18, 2018
By LEWIS

Imagine um chatbot como uma ferramenta de pesquisa ou como o primeiro contacto com o cliente, em vez de um rececionista. Como marketing manager de uma grande marca de consumo, pense no que pode alcançar com a Inteligência Artificial (IA). Existem várias opiniões e textos em relação ao potencial da IA, mas o que podemos mesmo realizar com ela enquanto profissionais de comunicação num escritório?

Eric Thain, falou recentemente durante um webinar sobre a utilização da Inteligência Artificial em profissões ligadas à comunicação. As opiniões foram díspares e algumas pessoas demonstraram-se um pouco céticas. Como é que esta tendência afeta as pessoas? Irão os robôs dominar a escrita de comunicados de imprensa e os clientes irão ser recebidos “pessoalmente” por um chatbot através do site? O que irá conseguir alcançar com a IA?

Afastar um chatbot

A nossa primeira reação ao depararmo-nos com um chatbot num site é, geralmente, afastá-lo e sair do site. Ficamos chocados ao percebermos que o chatbot percebe quando estamos a explorar o site. E depois, claro que surgem os sites popups derivados das nossas pesquisas. Foquemo-nos, agora, na utilização da IA para objetivos de marketing, como o serviço ao cliente.

inteligência artificial comunicação

Dispositivo prático?

Michiel de Ruijter escreveu há mais de três anos sobre o papel da robótica no jornalismo. Claramente identificou vantagens na utilização de robôs. Por exemplo, se tem vários perfis de leitor e garante que escreve sem erros de ortografia, pode ter mensagens automáticas adequadas ao grupo alvo. Bastante útil, mas necessitamos de saber se vale a pena o investimento. Não se distraia pelo conteúdo massivo sobre dispositivos com IA.


Não é para consultores

A nossa conclusão é que existem dois paradigmas na IA: por um lado é necessário perceber se pode utilizar a IA eficazmente no seu escritório. Por outro lado, deve entender se pode aplicar a IA em campanhas executadas com os seus clientes. Enquanto agência, consideramos que utilizar aplicações de IA para nós não será um grande contributo. O contacto individual aumenta o contacto humano dos nossos comunicados de imprensa, é mais emocional – e funciona melhor com os clientes.

 Screen Shot 2018-07-18 at 11.47.12

Mas para campanhas criativas

A utilização da IA dentro das ações do cliente é bastante diferente. Por exemplo, desenvolver um chatbot para uma campanha específica pode, na verdade, contribuir para a interação com a marca e envolver o público-alvo que, de outra forma, não poderia ser alcançado. A Disney fez isso, por exemplo, para a promoção do filme de animação Zootopia. Os fãs da Disney podem conversar com Judy Hoop, uma das personagens do filme. Em conjunto com o Judy podem resolver o mistério, que levou a milhões de interações em apenas duas semanas. De repente, a Zootopia tornou-se rapidamente interessante.

Quer saber mais sobre as diferentes aplicações de chatbots? Leia a publicação do blogue. E se quiser saber mais em relação a este tema, ouça o webinar, mencionado em cima.


Go back to blog list

 
Close icon click here to close
Preencha o formulário abaixo e entraremos em contacto.
Leia a nossa Política de Privacidade aqui
loading icon
Tick icon
Close icon click here to close
comments powered by Disqus
View our library of industry guides.


As últimas novidades, entregues diretamente na sua caixa de correio.

Sign up to get blogs by email
 
Close icon click here to close

Leia a nossa Política de Privacidade aqui.

loading icon
Tick icon
Close icon click here to close