Discover blog posts, whitepapers, and more insights from LEWIS.

Relações Públicas: A visão de uma universitária


Juliana Cunha
Published on julho 18, 2018
By Juliana Cunha

Muitas pessoas idealizam a profissão de relações públicas como um trabalho em que aparecemos nas televisões e revistas. Bem, lamento dizer, mas não é bem assim. Vinda de Comunicação Social, tinha todo o direito de pensar algo semelhante. A verdade é que nunca tive essa ideia, a perspetiva que tinha ia muito mais em direção a estratégias de ativação e posicionamento da marca do que propriamente a essa parte mediática.

Public relations tips for rising above the media noise.

A LEWIS foi a entidade que me recebeu. Trabalhar numa agência internacional é uma transformação de mentalidade quase total. Por exemplo, ter uma caixa de correio que  recebe emails de todos os cantos do globo, é uma realidade diferente da que eu conhecia. Sempre tive um problema com profissões monótonas e os caminhos sinuosos da vida trouxeram-me para um lugar onde a cada hora estou a fazer uma coisa diferente, seja a nível de traduções, clipping ou qualquer projeto em que me envolvam.

Lembro-me perfeitamente dos meus primeiros dias na agência. Quando cá cheguei pediram-me para traduzir um comunicado de espanhol para português, a primeira coisa que pensei foi: “por favor, que me deixem usar o linguee!”. O meu conhecimento de espanhol limitava-se a “Hola”!

Alguns, talvez muitos, iriam considerar a parte de tradução aborrecida... bem... eu adoro. Acho que não vai parecer mal dizer que só conhecia duas das entidades para quem trabalho. Os nossos clientes estão mais ligados à energia e tecnologia, temas sobre os quais gostava de me manter informada, mas a um nível superficial. Chegar aqui e ter de saber as funções de segurança de uma impressora ou as melhores plataformas para reabilitação urbana, deu-me a sensação de que teria de regressar à escola primária. Não no mau sentido, sermos colocados à prova em áreas que não dominados é talvez das melhores experiências que podemos ter, pode ser difícil, mas no final é bastante satisfatório.

Levo uma bagagem de conhecimento imensa, vocabulário que nunca pensei dominar e métodos de trabalho eficazes. É uma área imensa que nos obriga a uma dinâmica de trabalho rápida e versátil, estando em constante movimento para responder aos pedidos das diferentes marcas. Pensar e idealizar esta área é totalmente diferente da realidade nela vivida. As novas relações públicas de um universitário são diferentes das antigas, em todos os níveis, desde o pessoal ao profissional, literalmente. Cada pessoa é uma pessoa e só ao viver esta aventura o pode descobrir.

O melhor conselho que posso dar é: venham completamente preparados para um novo mundo. A ideia de que o trabalho será só organizar eventos, ou falar com a imprensa, é muito limitante comparativamente com tudo o que fazemos. Um todo que exige capacidade de adaptação. Claro que vão haver tarefas, mais “preferíveis” de serem realizadas do que outras, todavia, temos de ter a consciência de que estamos a trabalhar para uma marca e o nosso foco deve ser esse cliente.

Aproveitem as oportunidades que são dadas e acima de tudo – encontrem a felicidade naquilo que fazem. A LEWIS deu-me isso, mas acredito que não haja muitas agências onde o ambiente seja tão bom, e aí cabe-te a ti fazer a diferença!
 


Go back to blog list

 
Close icon click here to close
Preencha o formulário abaixo e entraremos em contacto.
Leia a nossa Política de Privacidade aqui
loading icon
Tick icon
Close icon click here to close
comments powered by Disqus
View our library of industry guides.


As últimas novidades, entregues diretamente na sua caixa de correio.

Sign up to get blogs by email
 
Close icon click here to close

Leia a nossa Política de Privacidade aqui.

loading icon
Tick icon
Close icon click here to close