Skip to main content
LEWIS

Por

LEWIS

Publicado em

July 13, 2015

Tags

Marketing, Pitching, Relações Públicas

Trabalhar em Relações Públicas tem-me dado a incrível oportunidade de viajar pelo mundo através da minha carreira profissional. Embora esteja sedeada em São Francisco (EUA), enquanto Account Executive, tenho tido a oportunidade de trabalhar em campanhas globais e colaborar com equipas de outros países como o Reino Unido, Holanda, França e Alemanha.

Recentemente, tive o prazer de visitar os escritórios da LEWIS, quer os sediados em Eindhoven quer em Amesterdão, através do programa de Secondment da LEWIS. A LEWIS Holanda é muito conhecida pela sua competência em Relações Públicas integradas, em programas digitais, campanhas de consumo e tem um dos seis hubs da LEWIS Pulse, a nossa área de marketing digital. Durante a minha estadia lá, consegui aprender, em primeira mão, o modo como funcionam os Media e também entender os cenários digitais vividos na Europa. Existem alguns desafios de comunicação diferentes, que poderão vir ao de cima quando se está a fazer um “pitch perfeito” com media europeus (e que não se poderiam efetuar em “pitches” realizados nos EUA). Aqui ficam algumas dicas retiradas da minha experiência na LEWIS Eindhoven e Amesterdão.

  1. Tenha atenção às diferenças linguísticas e culturais

Quando se faz um “pitch” nos EUA, existe, sem dúvida, uma única cultura e língua a ter em consideração. A Europa é composta por diferentes países que possuem diferentes línguas e culturas. Nos EUA, apenas temos de nos preocupar em preparar um “pitch” de acordo com aquilo que o repórter habitualmente escreve. Nos países da EMEA, alguns repórteres nem sequer se preocupam em falar com a empresa em questão, a menos que exista um porta-voz local que fale a mesma língua. Os profissionais de relações públicas terão então de pensar não só no tipo de conteúdo apresentado como também identificar todo o material do “pitch” destinado a regiões específicas com uma língua e cultura própria.

  1. Entenda o propósito do comunicado de imprensa

Nos EUA, os comunicados de imprensa são habitualmente distribuídos com finalidades de marketing, incluindo frases como “o primeiro da indústria” ou “o mais inovador”. Na Europa, os comunicados de imprensa têm como objetivo partilhar apenas factos. As relações públicas necessitam de identificar comunicados de imprensa na sua região e linguagem, devendo remover o jargão de marketing existente nos anúncios.

  1. Mantenha-se atualizado quanto às histórias de tendências locais e de interesse público

Para aqueles que contam com clientes sediados nos EUA, alguns tópicos e anúncios que poderão ser tendência nesse país, poderão não o ser para países europeus. Deverão, em primeiro lugar, analisar os jornais locais, os canais de social media e as estações de notícias regionais antes de enviarem o pitch. Existe uma grande probabilidade de as histórias que têm interesse para os media americanos, serem de pouco valor para os media dos países europeus.

  1. Aperfeiçoe a sua etiqueta de negócios europeia

Os media europeus tendem a ser muito tradicionais e repudiam a ideia de poderem estar a ser “comprados”. Esteja ciente da cultura e etiqueta de negócio europeia quando estiver a comunicar com um repórter específico. Vá direto aos factos, deixe de parte o jargão de marketing e NÃO ofereça uma experiência de “vinho e jantar”. Não é interessante para eles!

  1. Seja sempre um jogador de equipa

Não é necessariamente uma diferença entre os EUA e a EMEA, mas mais um ponto de aprendizagem essencial. O que eu mais gostei da LEWIS Holanda foi a cultura de escritório. Estava um pouco nervosa com o meu Secondment no início. Já é difícil o suficiente ir para um novo escritório com caras novas, mas a isso acrescentar o facto de se estar num país completamente diferente e não saber nada de holandês, fez desta a experiência que me provocou mais nervos em muito tempo. Mas as equipas em Eindhoven e Amesterdão foram bastante calorosas e acolhedoras. Para ajudar a acalmar os meus nervos, até se ofereceram para conduzir a reunião de staff realizada segunda feira em inglês.

O que mais me tocou foi o grande laço que parecia unir a equipa, quase como uma grande família. Olhando em volta durante a reunião de staff de segunda-feira, constatei que nem uma pessoa tinha trazido o seu portátil e que todos estavam focados na reunião e não em fazer várias tarefas em simultâneo como todos nós habitualmente fazemos. Mas o facto de não haver distrações ajudou toda a equipa a focar-se nos assuntos que estavam a ser debatidos na reunião, assegurando também que todos aqueles que falassem seriam ouvidos.

A equipa faz mesmo questão de almoçar na cozinha do escritório. Nas “Quintas-Feiras de saladas“, os membros da equipa dirigem-se ao mercado para comprar os ingredientes necessários para a salada, para depois os trazerem de volta para o escritório. Não importa o quão ocupados possam estar, os membros da equipa encontram sempre tempo para almoçarem juntos na cozinha, mesmo que o período de almoço nem atinja uma hora.

Nesta indústria, é fácil arranjar desculpas como a de estar demasiado ocupado, mas é importante encontrar tempo para conhecer aqueles que nos rodeiam. Isso fará de si um melhor colega e profissional.

Afinal de contas, vê mais os seus colegas de trabalho do que os seus amigos ou família. Entre tudo aquilo que aprendi a nível profissional no meu tempo na Holanda, recordo-me particularmente de ter entendido o quão importante é abrandar o ritmo e aproveitar a vida. Por mais exigentes e stressantes que as nossas carreiras possam ser, é importante encontrar tempo para reforçar a união entre a equipa, para conhecer a equipa com a qual trabalham, para cultivar esses relacionamentos e para se trabalhar melhor em conjunto. Senti-me bastante afortunada por esta experiência, por ter tido a oportunidade de visitar a Holanda e conhecer um grupo de pessoas tão fantástico.

Tem mais dicas de RP das vossas viagens por outros países? Partilhe-as nos comentários a baixo.

Interessado em juntar-se ao mundo da comunicação? Junte-se a nós, estamos a contratar por todo o mundo!

Contacte-nos