Skip to main content
LEWIS

Por

Michael Chivers

Publicado em

August 10, 2016

Tags

Parcerias, Relações Públicas

Não é fácil encontrar a combinação perfeita.

Encontrar outra marca, porta-voz ou celebridade que partilhe sinergias com a marca dos seus clientes, produtos ou serviços pode revelar-se uma tarefa difícil.

Caso a parceria seja incorretamente definida poderá parecer dissimulada e puramente promocional e, portanto, poderá transmitir uma perceção negativa da marca – algo que poderá desagradar o seu cliente.

Já para não falar que isso faz com que a tarefa de vender a história para os media seja impossível!

Lembre-se que o propósito é alcançar uma vasta audiência e criar um novo e cativante ângulo de Relações Públicas – e com o parceiro errado tal não irá funcionar.

O poder da combinação perfeita

Tanto a marca como o parceiro devem complementar-se. A parceria certa pode promover credibilidade transmitindo uma associação positiva, auxiliando-o a passar a mensagem com mais confiança e a estimular o capital da marca ao mesmo tempo. Portanto, o parceiro errado pode prejudicar a sua marca.

Como deve ser uma parceria sólida?

É fácil falar sobre sinergia e criar a combinação perfeita. Mas é mais difícil descrever exatamente como se retrata na realidade. Como inspiração seguem-se os seguintes exemplos de parcerias de sucesso:

5 fatores de sucesso

Parceria fortes promovem sucesso quando a colaboração é feita entre pessoas bem-intencionadas que partilham a mesma ética de marca e o mesmo mercado-alvo. Identifiquei, assim, cinco fatores-chave que constroem uma parceria sólida.

1 . Definir uma meta criativa

Uma vez definidos os objetivos e decidido qual a abordagem correta, está na hora de ser inovador. Veja que plataformas tem disponíveis; online, social media, impressão, TV, experiencial – ou algo completamente fora da caixa.

2. Cooperação dinâmica

Tenho tido experiências positivas e negativas de trabalho em parceria. Definir parâmetros, funções e responsabilidades para a equipa interna e externa, é um fator fundamental. Isto facilitará o processo de aprovação – quer seja através de um questionário escrito, imagem ou logística de eventos.

Muitas parcerias colapsam devido à falta de comunicação e ordem nos processos. Se não tiver a equipa de gestão de clientes a manter tudo em ordem, cada um acabará por ficar no seu canto e os objetivos estipulados serão simplesmente esquecidos. Quando todos trabalham em equipa e existe uma estratégia criativa, os resultados que se podem atingir com parcerias são fenomenais.

3. Mensagens-chave
Enquanto a marca, porta-voz e a celebridade, que tenha escolhido para realizar parceria, podem ajudar a atear as tais conversas introdutórias positivas com os media, certifique-se que não perde de vista a campanha. Os jornalistas não leem os pensamentos. Garanta que cria um vigoroso conjunto de mensagens-chave de modo a certificar-se que eles saibam o que a parceria constitui e o porquê do seu cliente ter escolhido fazê-lo.
As mensagens-chave devem ser claras e concisas – quatro ou cinco pontos fulcrais serão suficientes para manter o foco na mensagem e não nos detalhes.

4. A busca
Uma vez as novidades de colaboração são lançadas e o evento de abertura terminado, a busca pela abrangência pode finalmente começar. Acompanhar os que têm interesse ou que presenciaram o seu evento – este poderá ser um longo processo, portanto, seja organizado e mantenha um registo escrito de quem foi contactado e de quem está aberto à hipótese de uma possível parceria. Não tenha medo de enviar essas mensagens-chave até não poder mais, esse cobertura mediática aparecer e não incluir as mensagens, trabalhe com os jornalistas a fim de sugerir alterações. Se as suas relações forem fortes o suficiente isto não será problema.

5. Enfrentar o futuro
Assim que a campanha termine e tenha reunido todos os resultados, avalie de forma coerente o quanto bem recebido foi pelos media e, claro o seu público alvo de consumidores. Se foi um sucesso, explore as oportunidades para repetir a mesma performance.

Questione-se quando estiver a planear se irá repetir a campanha:

  • Poderia a campanha funcionar como uma série contínua?
  • Poderia focar numa marca ou serviço diferente para o cliente?
  • Poderia utilizar outra marca, porta-voz ou uma celebridade para ajudar a complementar a sua parceria?
  • Poderia ser mais focado no consumidor – elevando a concorrência, conteúdos gerados pelos utilizadores, por exemplo.

Encontrar a parceria ideal pode ser um benefício enorme. Todos sairão a ganhar desta relação: o seu cliente, o seu parceiro e você, mantendo em mente estes cinco fatores poderá garantir o seu sucesso.

Pretende uma parceria com a LEWIS? Contacte-nos.

Contacte-nos