Skip to main content
LEWIS

Por

LEWIS

Publicado em

October 19, 2018

Tags

Redes Sociais

Frequentemente escrevemos dicas e truques sobre o que deve fazer nas redes sociais, mas e quanto ao que não deve fazer?


Ligar canais de social media (Facebook, Twitter, Google+, etc), incorporar conteúdos visuais e localizar conteúdo, são tudo práticas recomendadas para garantir que a sua estratégia social é otimizada para audiências internacionais. Contudo, ainda existem outras boas práticas associadas às redes sociais a considerar, dependendo da estratégia da sua marca.

É relativamente fácil saber o que fazer, mas e o que NÃO deve fazer nas redes sociais?

redes sociais

Aqui estão sete coisas a não esquecer ao implementar a sua estratégia global de redes sociais:

  1. Saltar o plano

Muitas empresas iniciam-se nas redes sociais porque “está na moda” ou porque as empresas concorrentes o fazem, no entanto ignoram a fase de pesquisa e planeamento. Tal como qualquer outra atividade de marketing, é importante ter tempo para conhecer as diferentes redes sociais e qual o público alvo que pretende atingir. Defina metas SMART para utilizar no seu site e desenvolva um plano de ação para atingir as suas metas.

  1. Não ignore o ROI da sua rede social

Se pretende continuar a crescer e progredir, é pertinente medir o sucesso da sua campanha de Social Media. Algumas ferramentas analíticas como a Google Analytics, a Oktopost ou a Moz Analytics são úteis. Saber quando, o quê, e com que frequência publicar para a sua audiência ajuda a garantir o envolvimento a longo prazo.

  1. Mentira e engano

As redes sociais fazem com que tudo pareça um jogo de popularidade. Temos as empresas “cool” que já se iniciaram na redes há algum tempo e tiveram tempo para criar uma base de seguidores fiéis, e depois temos o resto do mundo que ficou para trás.

Pode ser tentador criar utilizadores falsos para fazer reviews ou comentários positivos – ou até pagar para obter likes – mas tudo o que não é 100% genuíno normalmente não gera bons resultados. Apoiar-se em estratégias deste tipo não é uma boa ideia. A longo prazo poderá não só prejudicar a sua reputação, como também prejudicar a sua marca.

  1. Não ignore os outros

Não se comporte como se fosse a única pessoa no mundo virtual. É o primeiro passo para falhar nas redes sociais. Mesmo que a sua presença seja para a sua marca e não para si, poderá ter mais sucesso se injetar um pouco mais de personalidade nas suas interações. Exemplos disso? Pode ser tão simples quanto agradecer às pessoas por retweets e likes no Facebook, oferecendo os seus conhecimentos para ajudar os outros ou partilhando um pouco do seu lado pessoal.

  1. Atenção às modas

Acompanhe de perto as notícias da indústria para atualizações em todos os seus atuais canais. O Facebook e o Instagram permitem transmissão de vídeo em direto? Comece um vídeo em direto. Há uma nova função no Pinterest? Comece a implementá-la nas suas campanhas no Pinterest. A sua audiência valorizará o facto de acompanhar as tendências, se utilizar as novas funções.

  1. Cuidado com o SPAM

A palavra SPAM deriva de “Sending and Posting Advertisement in Mass”, o que basicamente significa “Envio e colocação de publicidade em massa”.  A prática antes comum em emails, hoje em dia é feita também nas redes sociais. Mas onde se define a linha que separa o SPAM da persistência? Utilize o bom senso. Caso esteja a promover um determinado artigo ou produto, não o faça diariamente – ou até mais que de vez por dia. Certamente chegará o momento em que o seu público ficará cansado de tanta insistência e poderá perder seguidores.

  1. Não faça autopromoção dia após dia

É provável que promover a sua empresa, os colaboradores e produtos faça parte do seu plano de redes sociais, mas não faça disso o seu único assunto.
Acrescentar notícias ou eventos locais da indústria pode aumentar o interesse e o envolvimento da audiência. Fale com a sua equipa sobre incluir fotografias, vídeos e concursos. Considere aquilo que, como seguidor ou fã, você gostaria de ver ao conectar-se às suas páginas pessoais.

 

E aqui está – as sete coisas a NÃO FAZER na sua estratégia global de redes sociais. Muitas marcas utilizam as redes sociais de formas diferentes. Estas são apenas algumas das práticas recomendadas para criar comunidades bem-sucedidas e de conseguir envolvimento nos seus canais sociais.

Para saber mais sobre como as redes sociais o podem ajudar a promover a sua marca, veja as nossas ofertas digitais.

Que outras dicas lhe parecem importantes para ter em mente ao rever ou criar um plano de redes sociais?

Contacte-nos