Skip to main content
TEAM LEWIS LEWIS

Por

LEWIS

Publicado em

Janeiro 3, 2022

Tags

Digital, marketing digital, Redes Sociais, Tendências 2022, tendências de mercado

Mais de metade da população mundial utiliza as redes sociais. Em 2022, são muitas as tendências e estratégias a utilizar para assegurar uma presença forte das marcas nestas plataformas digitais.


Em março de 2021, a pandemia tinha mudado a nossa forma de estar na sociedade, assim como as nossas prioridades, necessidades e objetivos. Em 2022, para além da tendência crescente de empresas com regimes de teletrabalho ou modelos híbridos, espera-se também que o aumento de utilizadores de redes sociais seja uma realidade que marcará este ano.

Segundo um estudo publicado pela We Are Social e o Hootsuite, em outubro de 2021 existiam 4.88 mil milhões de utilizadores de redes sociais em todo o mundo – o que equivale a quase 62% da população mundial. O número de utilizadores destas plataformas tem crescido de forma constante, com uma média de 13 novos utilizadores a cada segundo.

Esta adesão em massa representa uma enorme oportunidade para as marcas, mas também um grande desafio. Ao longo dos próximos 12 meses, os marketers terão de se adaptar a novos públicos e exigências, mas quais serão as tendências de redes sociais que vão marcar 2022?

  1. TikTok
  2. Social Shopping
  3. Metaverso
  4. Áudio
  5. Campanhas Pagas
  6. Personalização
  7. Marketing de Influência
  8. User Generated Content (UGC)

 

8 tendências de Redes Sociais para 2022

1. TikTok

A rede social TikTok tem sido um verdadeiro fenómeno de sucesso: entre o início do ano passado e deste ano, as menções à plataforma aumentaram 61%. O TikTok é agora a sétima rede social mais popular do mundo – sendo que, se excluirmos as redes sociais focadas em mensagens (como o WhatsApp e o Telegram), passa a quarto lugar, logo a seguir ao Instagram. Poderá mesmo ultrapassar as restantes redes nos próximos 12 meses.

Esta tendência verifica-se também no nosso país. Em Portugal, no espaço de um ano, a rede social alcançou mais de 1 milhão de utilizadores. Por isso, o TikTok será um canal fundamental para as marcas chegarem a mais consumidores – incluindo consumidores mais jovens – ao longo de 2022. Grande parte dos utilizadores do TikTok pertence à Geração Z, que “filtra” os anúncios tradicionais e, segundo a Forbes, valoriza novas abordagens à publicidade digital, como os vídeos de curta duração e com um caráter de autenticidade.

O TikTok tem conquistado cada vez mais utilizadores

2. Social Shopping: compras no Instagram, Facebook e TikTok

Tal como lhe contámos aqui, o chamado social shopping está em grande aceleração. A venda de produtos através das redes sociais não é uma novidade, mas a adesão a este formato acelerou durante a pandemia. Em 2020, o social commerce representou 475 mil milhões de dólares em vendas a nível global. Desde então, muitas marcas têm aderido a este tipo de venda, adicionando-o às suas estratégias de e-commerce habituais.

Para os utilizadores, este modelo possibilita uma jornada de compra mais simples e fluida sem precisarem de sair das suas redes sociais de eleição. Segundo estudos citados pela Inc., 97% dos consumidores da Geração Z recorre às redes sociais para inspiração antes de fazer as suas compras; e 62% dos consumidores com idades compreendidas entre os 13 e os 39 anos revela interesse em comprar produtos diretamente nas redes sociais. Por isso, já sabe: inclua o social shopping na sua estratégia de redes sociais e recorra às shopping tags.

3. Metaverso

“Meta” parece ser o prefixo do momento: o Facebook alterou o nome do seu Grupo para Meta, e o Metaverso é uma das grandes tendências para 2022. O desenvolvimento de mundos virtuais onde as pessoas podem interagir, trabalhar, comprar ou jogar vai continuar a ganhar força ao longo dos próximos meses. Criados a partir de tecnologias como a Realidade Virtual, Realidade Aumentada e criptomoedas, os metaversos serão cada vez mais comuns.

Nas redes sociais, tecnologias como a Realidade Aumentada já são utilizadas para tornar a experiência do utilizador mais divertida: é o caso dos filtros do Snapchat e Instagram. Esta tendência é uma oportunidade para as marcas alcançarem novos seguidores e reforçarem a relação com os clientes.

Se trabalha no setor da moda, por que não criar, por exemplo, provadores virtuais nos quais os seus clientes possam “experimentar” os sapatos que acabou de lançar?

Realidade Virtual

As tecnologias como a Realidade Virtual e a Realidade Aumentada vão ser utilizadas por cada vez mais pessoas (e marcas)

4. Formatos de Áudio

Já conhecemos bem as redes sociais “da imagem”; mas a adesão a plataformas de streaming como o Spotify, o sucesso dos podcasts, e, mais recentemente, a criação do Clubhouse (em 2020) vieram reforçar ainda mais a importância do áudio no panorama digital. Em 2021, o Facebook aderiu à tendência e lançou as suas Live Audio Rooms nos EUA. De acordo a Hootsuite, 74% das empresas planeiam investir em conteúdo áudio ao longo de 2022.

Embora seja um investimento mais desafiante para organizações pequenas, este tipo de Marketing de Conteúdo pode gerar leads valiosos. Pondere se faz sentido, para a sua marca, criar um podcast ou uma sala numa rede social de áudio para comunicar e criar relações duradouras com a sua audiência.

5. Campanhas pagas

De acordo com o estudo Social Trends 2022, mais de metade (51,4%) dos responsáveis de marketing digital contam aumentar o seu investimento em paid social ao longo do próximo ano. A queda do alcance orgânico foi uma das maiores dificuldades sentidas este ano: segundo dados do Hootsuite, o alcance orgânico médio de uma publicação no Facebook é de cerca de 5%, o que faz com que seja realmente necessário investir em publicidade paga.

Assim, em 2022, os marketers planeiam investir mais no Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn. Contudo, o maior aumento relativo, comparativamente ao ano que passou, será no TikTok, Pinterest e Snapchat.


download ebook tendencias 2022


6. Personalização

A tendência da personalização também não é novidade, mas, no caso das redes sociais, vai continuar a afirmar-se nos próximos meses. É certo que as marcas não podem personalizar o seu conteúdo geral de redes sociais para diferentes públicos; mas os anúncios podem ser dirigidos aos segmentos que desejarem.

No próximo ano, espera-se, então, que os anúncios nas redes sociais sejam cada vez mais personalizados, para chegarem às pessoas certas nos momentos certos. Os marketers aproveitarão as ferramentas de segmentação das plataformas para gerar leads valiosos, comunicando com as pessoas de acordo com os seus interesses individuais, e para reter clientes.

7. Marketing de Influência: Microinfluenciadores

A par das campanhas pagas, também o marketing de influência vai continuar a representar uma estratégia importante para os gestores de redes sociais. Contudo, ao contrário do tradicional investimento em “mega” influenciadores e celebridades, algumas marcas têm apostado em pequenos e “micro” influenciadores (com 10 a 100 mil seguidores) para alcançar novos clientes.

Esta estratégia permite uma aplicação mais abrangente do orçamento, e tira partido da tendência da autenticidade nas redes sociais: muitos utilizadores confiam mais numa pessoa com a qual se identificam do que numa celebridade com um estilo de vida muito diferente do seu.

8. User Generated Content (UGC)

O conteúdo criado pelos utilizadores (ou UGC – User Generated Contentvai continuar a ser muito popular em 2022, com cada vez mais profissionais da área do marketing a utilizar este tipo de conteúdo para estabelecer relações frutíferas com os seus seguidores nas redes sociais.

Serão muitas as marcas a convidar os seus seguidores a criar conteúdo para terem a hipótese de aparecer na página; assim como os seguidores a fazê-lo por iniciativa própria e a partilharem o conteúdo nos seus perfis, identificando a marca. Aproveite esta tendência e coloque-a no seu Mix de Marketing. Afinal, este tipo de conteúdo é gratuito, autêntico, e ajuda a posicionar a sua marca como uma marca de confiança.

User Generated Content

Contemple o User Generated Content no seu Mix de Marketing Digital

Não sabe por onde começar? Fale connosco para o ajudarmos a construir um plano de redes sociais sólido e com resultados garantidos.

Contacte-nos