Skip to main content
LEWIS

Por

Rui Ferreira Pinto

Publicado em

March 14, 2019

Tags

Digital, Schema Markup, SEO

Dados estruturados ajudam o Google a entender melhor o seu conteúdo, mas será que todas as empresas devem utilizar este recurso? A resposta é sim.


O que é o Schema Markup?

O schema markup – ou dados estruturados em português – consiste num excerto de código inserido nas páginas de um site para informar os motores de busca o que exibir na página de resultados, também conhecida como SERP (Search Engine Results Page). Embora o schema markup não seja diretamente um fator de classificação, pode ajudar a apresentar o seu site de uma forma mais legível e apelativa.

Basicamente, irá estar a ajudar o seu site a “falar” o mesmo idioma dos motores de busca. Utilizar dados estruturados irá fazer com que seja o mais fácil possível para o Google – ou outros, como o Bing ou Yahoo – encontrar e reconhecer o conteúdo de um site, impulsionando assim o seu SEO (Search Engine Optimization).

 

E qual é o aspeto?

O código de um schema informa explicitamente os motores de busca sobre o que exibir na SERP. Esses resultados podem ser exibidos em dois formatos: um featured snippet ou um rich snippet.

Featured snippet (respostas instantâneas): um featured snippet é uma resposta rápida a uma questão e está sempre no topo da página de resultados, ou seja, está acima da primeira posição de resultados orgânicos. O seu conteúdo ganha maior visibilidade e o utilizador fica esclarecido muito mais rápido.

Featured Snippet o que e

 

Rich Snippet: um rich snippet é um resultado de pesquisa com muito mais detalhes. Pelas suas capacidades, os sites de culinária têm usado e abusado dos rich snippets nos últimos tempos. Ao utilizá-los, é possível disponibilizar diversas informações mesmo sem clicar no site, como por exemplo, o número de calorias do prato, as avaliações médias, número de comentários, foto do prato e outros links úteis. O Google agradece e o utilizador também.

Rich Snippet o que e

 

Demasiado bom para ser verdade.

Ao contrário do que poderá pensar, este não é um método “black hat” para melhorar a sua classificação no Google. É completamente autorizado e faz parte das suas diretrizes. O Google quer que o seu site seja facilmente rastreado e contenha informação de qualidade, para que possa apresentar melhores resultados no SERP.

Vejamos um exemplo muito prático.

Sem os schema markups, se alguém estiver a tentar encontrar um número de telefone de uma empresa, é provável que tenha de entrar no site, navegar até à página de contactos, procurar pelo número em questão e escrevê-lo num papel. Com o schema, pode pesquisar por “número telefone McDonald’s Amoreiras” e o resultado será o número em posição de destaque e no topo da página de pesquisa. Melhor ainda, é possível clicar diretamente no número para efetuar a chamada!

numero telefone mcdonals amoreiras

 

Ok, então por onde começo?

Para começar, é necessário registar o site no Google Search Console. Após o registo, poderá utilizar a ferramenta de Ajuda da Marcação de Dados Estruturados para criar o código HTML que terá de adicionar ao seu site. Um bom local para começar a editar é a sua página inicial / homepage.

Entre na ferramenta de Ajuda e comece por selecionar o tipo de dados, que no caso da homepage será Empresas Locais.

 

ajuda marcacao dados estruturados google

Alguns dos itens importantes a preencher são:

  • Nome: o nome da sua marca
  • Imagem: o logotipo que gostaria que o Google exibisse na SERP
  • Telefone: o número de telefone principal da sua empresa
  • E-mail: o endereço de e-mail que as pessoas podem utilizar para entrar em contacto
  • Endereço: onde está localizada a sua empresa . Pode especificar a morada, localidade, região, país e código postal
  • Horário: em que dias da semana se encontra em funcionamento, hora de abertura e hora de encerramento
  • URL: o URL da página que está a utilizar para criar o schema

 

Diferentes tipos de Schema Markup

No site oficial Schema.org, encontrará uma listagem com centenas de tipos diferentes de schemas para identificar o seu conteúdo online.

A tarefa de procurar o tipo exato que pretende poderá ser um pouco complexa ao início, mas a listagem – em inglês – encontra-se muito bem organizada.

schema markup lista

No exemplo acima, podemos ver os schemas que podem ser utilizados para conteúdos sobre filmes, composição musical, gravações musicais, pintura, fotografia, reviews, etc. Ao entrar numa destas categorias, verá tudo aquilo que é possível identificar.

Imagine que o seu site é sobre cinema e pretende dar mais destaque ao seu conteúdo.

Schema markup propriedades filme

Na categoria Filme, é possível identificar vários parâmetros, entre os quais os atores envolvidos, o país de origem, o diretor, a duração do filme e muitos, muitos(!) mais.

 

Qual é o resultado final?

Entre as centenas de schemas existentes, aqui estão são sete dos mais úteis:

  • Página de FAQ: Configure uma schema markup de Perguntas e Respostas. Os visitantes do seu site têm sempre as mesmas perguntas? Ajude-os a encontrar rapidamente a resposta incluindo um schema de questões na sua página de perguntas frequentes (FAQ). Veja o que acontece quando se pesquisa por “Cancelar reserva na eDreams” no Google.

Cancelar reserva eDreams

Uma resposta curta e direta ao assunto que certamente deixará o leitor esclarecido.

 

  • Página de Eventos: A criação de um schema de eventos pode ajudar os utilizadores a encontrar os seus eventos com mais facilidade. As informações de data, local e título podem ajudar a reduzir as taxas de rejeição do seu site, pois os utilizadores clicam diretamente no evento que desejam.

schema markup concertos metallica

 

  • Reviews: Tem um produto, serviço ou uma avaliação da sua empresa? Ajude o Google a exibir as suas avaliações com um snippet de reviews. Aqui está um exemplo das duas formas que uma review pode ser exibida no Google:

Avaliacao e criticas codigo da vinci

avaliacao codigo da vinci wook

 

  • Aplicações para dispositivos móveis: Tem uma app para os seus serviços ou produtos? Informe o Google que deve enviar os utilizadores para lá. Utilize o schema de software ou de aplicação mobile.

App Facebook mobile

 

  • Pessoas: Utilizar um schema para uma pessoa em particular pode ajudar a público a entender quem está na liderança da sua empresa. Ao pesquisar por CEO, CMO ou outro título semelhante, além do nome da sua empresa, o utilizador verá uma identificação da pessoa em causa.

CEO Microsoft

 

  • Ação de pesquisa: O schema de SearchAction pode ajudar a que surja uma barra de pesquisa por baixo do SERP do seu site. Ao procurar por algo, a pesquisa será feita unicamente dentro do seu site e não em toda a web. Tenha em atenção que para esta funcionalidade estar disponível, terá de instalar um mecanismo de pesquisa, neste caso da Google, e ter dados estruturados na sua página inicial.

Pinterest barra de pesquisa

Após pesquisar por “vestidos de casamento” na barra, repare que os resultados são apenas dentro do site Pinterest.com.

Resultados pesquisa pinterest

 

  • Navegação no site: Pretende que a SERP exiba links informativos e específicos para várias páginas do seu site? A configuração de um SiteNavigationElement poderá ajudar o seu público a alcançar a página exata que está a procurar, sem que seja necessário navegar pelo site. Em lojas de roupa, calçado ou mobiliário é uma funcionalidade muito comum e permite poupar bastante tempo.

Navegação pagina IKEA

 

Em resumo.

Embora a utilização de dados estruturados não garantam que as suas páginas sejam exibidas exatamente como as criou no código de Schema Markup, a sua presença irá ajudar o Google a rastrear o site para encontrar as informações corretas, aumentando assim a probabilidade das informações fornecidas chegarem à SERP. Esta é uma prática cada vez mais recomendada, mas frequentemente negligenciada pelos sites em geral.

A utilização de dados estruturados é uma vantagem garantida. Se conseguir aparecer na primeira página ótimo, mas se não conseguir, mal não faz. O Google está feliz porque é fácil rastrear o seu site, e seu público está feliz porque obtém as informações de que precisa com eficiência. Clientes satisfeitos = mais €€€.

Deseja implementar Schema Markups no seu site? Entre em contacto com a LEWIS através da nossa página de contacto para obter mais informações.

Facto curioso: as pesquisas por voz via Alexa ou Google Home costumam utilizar os mecanismos de pesquisa de informações reunidos a partir de schema markups.

Contacte-nos