Skip to main content
TEAM LEWIS LEWIS

Por

TEAM LEWIS

Publicado em

Dezembro 22, 2021

Tags

Comunicação, Digital, digital marketing, Marketing, marketing digital, Tendências 2022

Se o marketing digital já era uma componente essencial da comunicação das marcas com os seus públicos, ao longo dos últimos dois anos esta disciplina afirmou-se ainda mais.


Com a aceleração da transformação digital e a adoção de novos modelos de trabalho, socialização e compra, o ano de 2022 será marcado por muitas oportunidades e desafios nesta área. Descubra as 10 tendências de marketing digital para seguir de perto nos próximos 12 meses.

  1. Assistentes virtuais (chatbots)
  2. Vídeos curtos
  3. Metaverso
  4. Pesquisa por voz
  5. Pesquisa visual
  6. Social Selling
  7. Marketing de Conteúdo
  8. Telecomunicações 5G
  9. Realidade Aumentada
  10. Marketing de Influência

 

10 Tendências de Marketing Digital

1. Assistentes virtuais (chatbots)

Os assistentes virtuais já não são uma novidade nas listas de tendências, mas continuam a merecer um lugar de destaque para 2022. Os chatbots de conversação permitem criar uma relação sólida entre a marca o seu público, e possibilitam um atendimento rápido e eficiente, 24 horas por dia.

Estas ferramentas de Inteligência Artificial tornaram-se mais valiosas do que nunca durante a pandemia, e vão continuar a afirmar-se em 2022. As estimativas apontam para que o mercado global de chatbots represente mais de 400 milhões de dólares em 2027.

2. Vídeos curtos

Todos os dias os vemos, seja no TikTok, no LinkedIn, nos Instagram Reels ou YouTube Shorts. Segundo o HubSpot, os chamados “short-form videos” vão continuar a marcar as estratégias de marketing digital em 2022: 51% dos marketers que já os incluem na sua estratégia vão reforçar essa aposta no próximo ano; e 30% pretendem mesmo investir mais neste formato do que em qualquer outra estratégia de redes sociais.

YouTube Shorts

O YouTube já conta com um formato de vídeo pensado para consumo rápido

Vantagens dos short-form videos:

  • Formato popular e de consumo rápido
  • Asseguram um ROI mais elevado do que qualquer outra estratégia de Social Media
  • Geram novos leads e conversões
  • Permitem chegar a audiências mais jovens
  • A maioria dos utilizadores (99%) gosta de ver vídeos de marcas online
  • O vídeo influencia as decisões de compra

3. Metaverso

Desde que Mark Zuckerberg anunciou a mudança de nome do Facebook para Meta, o mundo tem-se debatido sobre o que é o metaverso e qual o impacto que irá ter no mundo.

O metaverso é um mundo virtual onde as pessoas podem interagir e realizar diversas atividades, tais como, trabalhar, comprar, jogar, entre muitas outras. Esse mundo será criado a partir de diversas tecnologias: realidade virtual, realidade aumentada, redes sociais, criptomoedas, etc.

Lembra-se do irreverente e polémico Second Life em 2003? Estes universos paralelos e virtuais são a mais recente aposta das grandes empresas tecnológicas e promete alterar radicalmente a forma como os humanos comunicam.

4. Pesquisa por Voz

A pesquisa por voz tem crescido de ano para ano. Um estudo da Deloitte concluiu que os smart speakers são a tecnologia de consumo com maior velocidade de adesão por parte das pessoas desde o surgimento dos smartphones. Para além dos sistemas de som inteligentes e dos dispositivos para a casa e o carro, também muitos telemóveis já têm os seus próprios assistentes de voz, pelo que existem muitos caminhos para chegar aos utilizadores e dar resposta às suas necessidades e desejos de forma rápida e conveniente.

Pesquisa por Voz Alexa

A pesquisa por voz é uma das principais tendências de comunicação digital em 2022

Por tudo isto, e porque a pesquisa por voz será cada vez mais uma realidade no dia a dia, pode incluí-la desde já na sua estratégia de marketing digital.

5. Pesquisa Visual

De igual forma, também a pesquisa visual tende a conquistar cada vez mais fãs. Hoje, é possível fazer upload de uma fotografia numa plataforma e receber, de imediato, um conjunto de informações sobre o que foi captado, saltando o passo da escrita na barra de pesquisa. Não sabe qual é a espécie daquela árvore frondosa no jardim ao lado de sua casa? Fotografe-a e “pergunte ao Google”.

De facto, as plataformas como o Google Lens ou o Bing Visual Search permitem traduzir letreiros, copiar texto e obter informações sobre elementos da natureza, monumentos e bens de consumo. É aqui que entra a sua estratégia de marketing digital: afinal, ao fotografarem um par de sapatos, os utilizadores podem receber sugestões de produtos semelhantes e informações sobre onde e como os comprar.

6. Social Selling

Depois de dois anos em contexto de pandemia, o chamado social commerce não mostra sinais de desaceleração. A venda de produtos através das redes sociais representa uma oportunidade de negócio muito valiosa. Como exemplo desta dinâmica, temos ferramentas como as Instagram Shoppable Stories, que permite que os utilizadores possam fazer compras sem precisarem de sair da plataforma.

Segundo um estudo da Hootsuite, as redes sociais são agora o segundo canal mais importante na pesquisa digital de marcas, logo a seguir aos motores de busca. No caso dos mais jovens, entre os 16 e os 24, são mesmo o canal mais importante.

Em 2022, as estratégias de marketing omnicanal devem garantir experiências fluidas entre os diferentes canais, desde as lojas físicas às virtuais (websites de e-commerce), passando também (ou sobretudo) pelas redes sociais, que se têm afirmado como peças fundamentais para reforçar a voz das marcas e gerar conversões.

7. Marketing de Conteúdo

Os motores de pesquisa valorizam a qualidade do conteúdo. Para a sua marca se destacar no universo digital e gerar conversões, os artigos de blog, infográficos e whitepapers que partilhar devem transparecer autoridade, credibilidade, clareza e ter um caráter informativo e útil para o seu público-alvo.

Nesse sentido, uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo pode fazer toda a diferença: conteúdo relevante desperta o interesse do público, gera partilhas nas redes sociais, e permite a captação de leads, para além de impulsionar a estratégia de SEO.

Em 2022, procure criar conteúdo relevante, atrativo e credível, e assegurar que está otimizado para todos os tipos de pesquisa: desde o tradicional motor de busca aos smart speakers ativados por voz. Estamos disponíveis para o ajudar nesse processo.

8. Telecomunicações 5G

A rede 5G já chegou a Portugal, pelo que as estratégias de marketing digital do próximo ano devem ter em conta as capacidades desta nova ligação. A rede 5G assegura maior velocidade e conexão entre dispositivos, e espera-se que contribua ativamente para a economia nacional e internacional.

Com esta nova ligação, as marcas poderão criar experiências envolventes e assegurar processos de compra mais fluidos. Prepare-se para partilhar vídeos em 4K!

9. Realidade Aumentada

Cada vez mais marcas estão a recorrer à Realidade Aumentada (AR, na sigla inglesa) e esta representa uma tecnologia em expansão: as estimativas apontam para que o mercado da venda de óculos de AR totalize os 17,72 mil milhões de dólares em 2025.

Para as marcas, esta tecnologia representa uma enorme oportunidade de gerar vendas. No setor da moda, a AR permite criar provadores virtuais para que os consumidores “experimentem” peças de roupa de forma rápida, apoiando assim o processo de decisão e de compra. Também as marcas de tintas, por exemplo, podem utilizar a AR (assim como a VR – Realidade Virtual) para simularem novas cores numa parede. Quer no segmento B2B como B2C, a AR veio para ficar.

Realidade Aumentada

A Realidade Aumentada permite simular objetos no espaço

10. Marketing de Influência

Durante a pandemia, os conteúdos humanos e “genuínos” ganharam ainda mais relevância, com os micro e nano influenciadores a alargarem o alcance e efeito da sua presença digital. Um estudo da agência Matter revelou que as pessoas confiaram mais em influenciadores do que em marcas durante a pandemia, pelo que o marketing de influência será uma estratégia vencedora em 2022.

O sucesso dos influenciadores em redes sociais como o TikTok e o Instagram é uma oportunidade para as marcas estabelecerem relações de parceria proveitosas e com resultados palpáveis. Ao longo dos próximos meses, as empresas que alinharem os seus esforços de digital em torno do e-commerce, da gestão de redes sociais e das parcerias estratégicas com os criadores de conteúdo certos poderão conquistar novos leads e vendas.

Está a considerar implementar alguma destas ideias e tendências na estratégia de marketing digital da sua marca?

Contacte-nos e conte-nos tudo. Estamos disponíveis para ajudar.

Contacte-nos