Ana Luzia

Por

Ana Luzia

Publicado em

December 2, 2019

Tags

inteligência artificial, marketing digital

No momento em que fechamos a estratégia digital de 2019 e abrimos este presente novo e reluzente que é o planeamento da campanha de 2020, não conseguimos deixar de sonhar com grandes tendências. Desde formas criativas para aumentar a interação orgânica nas redes sociais, até desenvolvimentos em marketing automation e formulários que não se parecem com formulários. Que ótima forma de receber o novo ano, aumentando a visibilidade da sua marca e melhorando a jornada do cliente com dicas dos nossos melhores especialistas.


Sem mais demoras, aqui estão as sete tendências de marketing digital que consideramos indispensáveis à medida que entramos em 2020:

1. Vídeos Interativos

2. O comércio eletrónico nas redes sociais irá crescer

3. As empresas terão de se familiarizar com os grupos do Facebook

4. Os profissionais de marketing terão de perseguir os jovens para novas plataformas sociais

5. A publicidade baseada na geolocalização vai aumentar

6. O lead nurturing será incorporado nas campanhas

7. Ter tudo (ou nada) com a segmentação “OU”

 

7 Tendências de Marketing Digital em 2020

 

Vídeos Interativos

Tradicionalmente, o vídeo tem sido uma “via de sentido único” onde quem vê é uma figura passiva, incapaz de interagir com o meio e não fazendo mais do que carregar “pausa” ou “rewind”. Isto foi suficiente no início da utilização dos vídeos, quando a tecnologia entretinha o suficiente, e mesmo nos últimos 10 anos, quando o vídeo online e em streaming atingiu níveis satisfatórios, ver vídeos com os nossos headphones foi suficiente para saciar os nossos hábitos. Agora, porém, as audiências são mais exigentes. Não se trata apenas de personalizar a duração – muito curta para redes sociais e mais longa para live streaming – trata-se de personalização e interação. Em 2020, o foco será no vídeo interativo e de “duplo sentido”.

videos interativos

Entre os muitos existentes, podemos falar de filmes com linhas de história interativa. Frequentemente referidos como vídeos “Escolha a Sua Própria Aventura”, estes permitem que o público tome decisões enquanto os visualiza. Estas vão, na verdade, afetar a história e, no limite, levar a diferentes finais. Dois exemplos recentes disto são as séries Black Mirror: Bandersnatch You vs Wild do Bear  Grylls, ambas disponíveis na Netflix.

Também os vídeos interativos, em que o utilizador pode clicar nos itens que aparecem na imagem e automaticamente ser encaminhado para um cesto de compras com cada uma desses mesmos itens, serão uma tendência importante. Isto permitirá às marcas calcular de forma mais precisa o ROI, verificando que artigos específicos estão a ser comprados pelos clientes diretamente a partir do vídeo.

Com a chegada das selfies customizáveis e lentes de realidade aumentada – em que ambas oferecem maior possibilidade de personalização ao utilizador – estamos preparados para um ano em que o crescimento e inovação do vídeo deverão ser expressivos. Mantenha-se atento à forma como as marcas integram os vídeos interativos na sua estratégia de content marketing.

 

Inteligência Artificial conversacional e Chatbots

Com o processamento de linguagem acionada por inteligência artificial a atingir novos marcos todos os anos, há que ter especial atenção às melhorias da IA conversacional. A sua aplicabilidade mais popular tem sido em chatbots e estes têm permitido às empresas responder a preocupações dos clientes sem intervenção humana, reduzindo a espera em clientes com necessidades mais complexas.

Com 80% dos negócios a querer ter chatbots em 2020, iremos começar a ver crescer os pedidos de bots com capacidades mais avançadas, incluindo a capacidade de manter conversas ao telefone com uma voz semelhante à de um humano e a capacidade de perceber e assistir a pedidos mais complexos.

 

Monitorização melhorada de Redes Sociais e integração de canais sociais

As redes sociais tornaram-se indispensáveis às conexões interpessoais na cultura de hoje. Os meios de comunicação tradicionais como o email estão a ser menos utilizados a favor de plataformas mais pessoais e interativas, cada uma com as suas normas e especificidades. Assim, será cada vez mais importante para os negócios ter a capacidade de interagir com os clientes através destes websites de forma apropriada. Embora já existam ferramentas para análise de sentimentos e resposta automática em plataformas como o Facebook e o Twitter, em 2020 e adiante, deveremos começar a ver surgir ferramentas para monitorizar e integrar os canais sociais de forma mais efetiva, resolvendo questões e utilizando o resultado para, de forma preventiva, melhorar a experiência da base de consumidores de uma marca. Estas ferramentas de monitorização permitirão também às marcas capitalizar o marketing em tempo real.

redes sociais mobile

Tecnologia de Voz Evolutiva

Com a previsão de que 50% de todas as pesquisas serão realizadas por voz já em 2020, devemos esperar que a tecnologia de ativação de voz prossiga o seu caminho para a ubiquidade já no próximo ano.

A integração da tecnologia com recurso à voz irá expandir-se às nossas rotinas diárias, com a Alexa a formar equipa com marcas como a Whirlpool e a LG. Isto significa que, antes de nos darmos conta, iremos estar a dizer à nossa cozinha que coloque a máquina a lavar ou algum pão a torrar.

Um desenvolvimento mais recente é o reconhecimento do contexto a partir de pesquisas anteriores – tornando as tarefas mais fluídas e conversacionais. Por exemplo, pode perguntar “OK Google, que música está a tocar?” e se quiser prosseguir, em vez de ativar o seu dispositivo outra vez com um “OK Google”, pode apenas dizer “Acrescenta à minha lista do Spotify” e… Magia! A música está na sua lista.

Outra grande tendência na pesquisa de voz é a transcrição ao vivo, em que tanto o reconhecimento de voz da Google como da Amazon são incrivelmente rápidos e precisos (pensem na legendagem ao vivo do YouTube, mas aplicada a chamadas telefónicas, seminários, etc.)

E por fim, as gravações do Google Assistant a fazer uma chamada telefónica no ano passado, mostraram ao mundo um futuro que não precisa de marcações telefónicas. Podemos esperar uma implementação internacional já em 2020, no entanto o bom funcionamento desta tecnologia ainda é uma dúvida!


ebook gratis - tendencias comunicacao marketing 2020


Pesquisa Visual

A função de pesquisa no Google a partir de uma imagem tem andado por aí nos últimos anos. Em vez dos tradicionais resultados de uma pesquisa por texto, os resultados de pesquisa a partir de uma imagem incluem outras imagens semelhantes, bem como os websites que as utilizam. Atualmente, não existem tipos de anúncios específicos ou tipos de campanhas de pesquisa dedicadas à pesquisa visual, porém, ao longo do último ano, os principais motores de busca (Google e Microsoft) estiveram fortemente focados no desenvolvimento de automatização, alimentadas pelo machine learning.

Futuramente, motores de busca como o Google irão desenvolver a sua tecnologia de pesquisa visual, expandindo as capacidades e oferta de publicidade à volta disso. Em 2018 foram já dados alguns passos na inovação em pesquisa visual e a marca Google Lens foi lançada como aplicação que agiliza as pesquisas por imagem diretamente a partir de câmaras de dispositivos móveis.

Ao contrário de campanhas baseadas em pesquisas por palavras-chave, uma campanha por imagem depende mais da tecnologia capaz de identificar que resultados são relevantes. As campanhas de pesquisa dinâmica já utilizam o machine learning para avaliar as landing pages e determinar que palavras-chave podem ser relevantes. O próximo passo poderá (muito provavelmente) ser a incorporação de imagens.

 

pesquisa imagem google

Qualidade da Landing Page

À medida que as melhorias tecnológicas permitidas pelo 5G são implementadas e as áreas com sinal (forte) de Wi-Fi se tornam mais comuns, o tempo que um website demora a carregar e a qualidade do mesmo tornam-se muito importantes para efeitos de cálculo do índice de qualidade. A velocidade é já um fator de avaliação do Google para todos os dispositivos, mas com os dispositivos móveis a representar metade do tráfego de pesquisas, as landing pages deverão ser otimizadas para mobile, o que significa uma capacidade de carregar rapidamente, uma navegação fácil e design otimizado para todos os dispositivos móveis.

Para garantir uma abordagem coesa do marketing omnichannel, o tempo de carregamento ideal deve ser de três segundos ou menos. Não respeitar este indicador e prolongar o tempo de carregamento, poderá levar à perda de quem quer entrar no website. A baixa velocidade da página levará os visitantes a perderem a atenção, além de potencialmente contribuir para uma redução/perda de tráfego ou levar a que o website apareça em posições mais baixas, comparativamente a anunciantes concorrentes com velocidades mais rápidas.

Formulários Interativos (que não se parecem com formulários)

Eles já nos descobriram! Quem? Potenciais leads. Eles sabem o que queremos – as suas informações. Para quê? Para que lhes possamos vender coisas. E adivinhe? Eles estão cansados de preencher os nossos formulários.

Mas … mas … mas … precisamos das suas informações.

Então e agora?

Bem, e se pudéssemos torná-lo divertido? Divertido? Sim, divertido. Ou pelo menos não chato.

É aqui que os formulários interativos e inteligentes entram na sua estratégia de marketing. Se bem feito, o lead nem perceberá que está a preencher um formulário.

Em vez de lhes pedir para escrever (o que, para ser sincero, nem sempre é uma ótima experiência num telemóvel), peça para clicarem nas imagens ou nos botões.

Vamos usar uma empresa de painéis solares como exemplo.

Quer saber onde eles pretendem ter energia solar? Dê-lhes uma foto de uma casa ou escritório para clicar.

Quer saber a receita deles? Dê-lhes um controle deslizante para arrastar.

Quer saber quantos funcionários têm? Dê-lhes botões com opções.

Quer saber onde eles estão localizados? Dê-lhes um mapa interativo.

Agora leve as ações mais além e torne-as inteligentes. Depois de selecionarem “casa ou empresa”, as perguntas seguintes devem ser adaptadas a esse público. Precisa do endereço de email? Ok, aqui não se pode fugir. Eles vão ter mesmo de escrever, mas seja verdadeiro e diga-lhes o motivo pelo qual está a solicitar o email e claro, ofereça algo em troca, como um download gratuito ou um código de desconto.

Os formulários não têm que ser uma seca. Vamos voltar a ter formulários divertidos e, em troca, mais leads.

change, 2020 trends

E assim concluímos as nossas previsões de tendências de marketing digital para 2020. Se ainda não definiu as suas metas, avalie as do próximo ano e veja se sua estratégia de marketing irá ajudar a sua marca no rumo para o sucesso. Já tem uma estratégia, mas precisa ser afinada? Reveja tudo o que escrevemos acima e decida qual a tendência de marketing que pode fazer a diferença para colocar a sua marca no mapa.

Precisa de ajuda na estratégia e implementação das últimas técnicas de marketing? Os nossos marketeers podem ajudar. Contacte-nos.

Interessado em mais previsões de tendências para 2020? Leia estes posts:

Poderá também descarregar o nosso eBook gratuito com todas as “Tendências de Comunicação e Marketing para 2020” clicando aqui.

Contacte-nos